Virtual Private Server: uma equação de valor com múltiplas variáveis

alugar um servidor
Comprar ou alugar um servidor? Saiba como reduzir a fatura anual com infraestrutura de TI
15 Março, 2017
As a Service
As vantagens dos modelos “As a Service” e como as aplicar ao seu negócio
1 Abril, 2017
Virtual private server

Ter uma infraestrutura ágil, com custos controlados e conseguir inovar para corresponder aos emergentes desafios do mercado são metas que integram os mapas estratégicos da maioria dos gestores. Para as atingir, o IT Manager deve assegurar que a componente tecnológica assenta nos mesmos pressupostos, favorecendo a prática de inovação e as novas tendências tecnológicas que a conduzem.

A mobilidade da IoT, da realidade aumentada e da inteligência artificial são realidades que as organizações não podem ignorar, já que se apresentam como catalisadores de inovação e trazem valor acrescentado para a agilidade do negócio, um elemento diferenciador em tempos de competitividade cerrada, como os que se vivem atualmente.

A capacidade de processamento escalável e os custos controlados não seriam possíveis sem o mundo virtual, no qual é possível hoje armazenar quase tudo, aumentando e diminuindo capacidades ao ritmo do negócio.

Aplicações, páginas web ou serviços estão devidamente organizados e acessíveis a toda uma organização e respetivos utilizadores a partir de um ponto na rede e com capacidades e velocidades definidas à medida das necessidades das empresas.

Os melhores recursos ao melhor custo

Com a certeza das vantagens do virtual e uma multiplicidade de ofertas (partilhadas, virtuais e dedicadas), a grande questão é saber o tipo de solução que melhor serve os interesses do negócio. A disponibilidade, imagem, confiabilidade e a segurança dos sites ou das aplicações são requisitos comuns à maioria das organizações e refletem muito da imagem que estas querem passar para o mercado. O melhor alojamento dos recursos tecnológicos vai garantir que a presença da empresa seja constante e sem problemas e, consequentemente que a sua visibilidade seja confiável e credível perante os vários stakeholders.

Todas as opções têm as suas vantagens e desvantagens, por isso antes de avançar é importante que se conheçam os prestadores de serviços envolvidos:

  • Experiência – um fornecedor com experiência na disponibilidade deste tipo de serviços é meio caminho andado para o sucesso do projeto. Escolher um que privilegie a comunicação com o cliente é essencial.
  • Análise – as ofertas devem ser passadas em revista, nomeadamente em termos de flexibilidade, alta disponibilidade e segurança. A personalização de um serviço à medida das necessidades do cliente deve estar entre as prioridades do fornecedor.
  • Evite as ofertas pré-configuradas – os upgrades fazem parte dos requisitos de qualquer negócio que ambicione crescer, por isso estes serviços deverão estar preparados para responder à ambição dos utilizadores e escalar para acompanhar os planos da gestão, garantindo o valor máximo de uptime.
  • Custos/benefício – os fornecedores que souberem ajustar os custos às necessidades e níveis de atualização dos planos terão, desde logo, a atenção dos gestores. Cada cêntimo conta na equação de valor custo/benefício.

Partilhar ou não partilhar?

Os sistemas comuns de hospedagem partilhada poderão ter vantagens no início da viagem digital, mas o crescimento e o sucesso dos negócios ditarão, mais cedo ou mais tarde, que haja uma evolução para uma solução personalizada, deixando de lado a partilha do servidor com outros clientes e os constrangimentos de performance daí decorrentes.

O Virtual Private Server é tido como uma evolução natural do hosting partilhado para utilizadores com aplicações, programas com algum volume de tráfego e para aqueles que pretendem um serviço dedicado de alta disponibilidade, sem necessidade de um investimento mais elevado como o que é exigido para os servidores físicos dedicados.

Na prática o Virtual Private Server é um método que implica transformar um servidor físico em múltiplos servidores virtuais, por forma a que cada um tenha a capacidade de funcionar como se fosse um servidor dedicado. Este tipo de serviço é ideal para empresas que possuam um site que consuma muitos recursos ou para as que desejem colocar online mais do que um website ou aplicação. O aluguer de um Virtual Private Server torna-se-à, a médio prazo, mais barato do que vários servidores partilhados, levando assim a que os utilizadores possam ter vários recursos computacionais online no mesmo contrato de alojamento.

As vantagens do Virtual Private Server incluem ainda:

  • Flexibilidade - o Virtual Private Server permite a personalização à medida das necessidades dos utilizadores.
  • Controlo – adicionar e suprimir aplicações é uma opção dada ao utilizador, que otimiza e controla o desempenho do seu servidor.
  • Planos à medida – a opção entre diversos planos de alojamento é uma vantagem que pode ser complementada com a personalização do serviço em linha com as necessidades do negócio.
  • Liberdade de escolha – o utilizador pode ele próprio escolher os recursos que quer ver disponíveis no Virtual Private Server, sejam eles de comunicação, produtividade, remotos, ou de segurança. A independência de fabricantes ou marcas é um ponto favorável a muitos gestores que procuram rentabilizar investimentos passados.
  • Partilha – a partilha de hardware pelas várias máquinas virtuais permite a eficiência dos sistemas, da mesma forma que torna menos onerosa a atualização de hardware, já que este é comum.
  • Redução – esta é a palavra de ordem dos ambientes de Virtual Private Server. Esta diminuição de custos verifica-se não só ao nível das equipas, mas também de energia consumida, nomeadamente pela menor necessidade de refrigeração.

À margem de todas as opções e considerações, a migração para um Virtual Private Server deve ser planeada com antecedência e pensada sempre na ótica das vantagens que irá trazer ao negócio. Os planos de alojamento, os contratos, os níveis de serviço, os custos e os SLAs devem estar bem definidos para não comprometer a migração e sustentar o crescimento forte e flexível da estratégia.

A Ar Telecom disponibiliza-se para avaliar a melhor solução para cada empresa. Fale connosco.