3 vantagens competitivas das PMEs que apostam em virtual data center

Cibersegurança: a sua empresa está segura?
21 Junho, 2018
Dicas para aumentar a taxa de cliques em marketing por SMS
18 Julho, 2018



Apostar em virtual data center

A indústria 4.0 está a revolucionar o mercado e a oferecer oportunidades inquestionáveis, mas isso não é sinónimo de sucesso garantido. As PMEs nacionais podem agora explorar o “mundo”, fugindo das limitações geográficas e de escala que historicamente travavam o seu avanço além-fronteiras. No entanto, enfrentam também cada vez mais desafios num mercado global extremamente competitivo que valoriza a inovação e que está cada vez mais sustentado nas TI.

As empresas têm obrigatoriamente que garantir o equilíbrio entre a contratação de recursos especializados e a retenção de talento; entre uma estratégia de internacionalização e uma gestão orientada para a eficiência, para a qualidade, para a sustentabilidade e para o futuro; e entre a procura de investimento/financiamento e a necessária otimização de custos.

A quarta revolução industrial arrasta consigo uma nova era tecnológica: só resiste quem abraçar uma transformação digital. As PMEs não podem olhar para a tecnologia como um obstáculo ou um custo, mas sim como a ferramenta que as ajudará a promover o seu negócio. Com menos recursos humanos e de TI, menor disponibilidade financeira, menos apoios e menor dimensão, as pequenas e médias empresas têm dificuldade em garantir todas as novas armas tecnológicas que suportam a sua transformação digital e que lhes permitem singrar nesta nova realidade de mercado.

A indústria 4.0 está diretamente ligada à coleta e análise quase imediata de grandes volumes de dados. A manutenção de uma infraestrutura tecnológica adequada às necessidades do negócio contribui diretamente para a competitividade e sucesso do negócio, e como tal é um dos requisitos mais importantes. Os centros de dados virtuais têm conquistado a atenção de todos, nomeadamente das empresas de menor dimensão. O Virtual Data Center é uma solução de cloud privada, com recursos dedicados, desenhada para endereçar todos os tipos de necessidades das organizações que garante total transparência de tecnologias e de arquiteturas e uma excelente performance.

A estimativa da Cisco diz que 92% de todo o tráfego de dados dos data centers serão processados na cloud até 2020. A migração de uma infraestrutura de TI para a cloud gera vantagens palpáveis e mensuráveis para o negócio. Redução de custos, segurança de dados, recuperação mais ágil, manutenções programadas e controladas, otimização de processos… Os argumentos são atrativos, mas será que os reais benefícios de um centro de dados virtual respondem verdadeiramente às necessidades e limitações das pequenas e médias empresas nacionais? Devem as pequenas e médias empresas investir na aquisição e gestão de um data center físico, ou render-se aos data centers virtuais?


Vantagens do virtual data center

- Customização: Os perigos de sob ou sobredimensionamento de um centro de dados deixam de existir com uma solução de virtual data center. A solução é inteiramente virtual, totalmente desenhada à medida das necessidades e dos objetivos da empresa e rapidamente escalável sem necessidade de grandes investimentos. Todo o ambiente é virtualizado, desde o servidor ao armazenamento e rede. O cliente usufrui ainda de um aumento da mobilidade dos dados.

- Redução de custos: Para uma empresa, o seu data center virtual é pago como um serviço. Ou seja, tudo o que é necessário para manter a infraestrutura a funcionar é da inteira responsabilidade do fornecedor: gastos com aquisição de hardware (geradores, chaves de transferência, nobreaks/UPS); gastos com licenciamento de software; custos energéticos com climatização e iluminação; atualizações, manutenções, entre outros exemplos. Com este modelo, o cliente utiliza um centro de dados de qualidade sem ter que investir na construção, gestão e manutenção de um ambiente de TI próprio. Além disto, paga apenas o que utiliza e pode facilmente controlar os custos mensais. O custo-benefício é elevado.

- Manutenção: Num virtual data center, todo o trabalho e custos de manutenção ficam igualmente do lado do fornecedor. A empresa cliente não terá que dispor de recursos especializados ou que suportar todo o trabalho de gestão, podendo foca-se exclusivamente na sua estratégia de negócio. O foco no core business faz com que toda atenção seja dedicada aos processos internos e produtos, elementos cruciais para um bom desempenho. Esta manutenção inclui a atualização permanente de todas as soluções de hardware e software, algo que dá ao cliente a segurança de trabalhar permanentemente com equipamentos modernos, que asseguram um bom desempenho. O risco é também menor. A virtualização permite uma recuperação muito mais rápida e ágil se surgirem problemas. Um servidor configurado na cloud pode integrar várias máquinas virtuais que podem ser acionadas se alguma tiver um problema, garantido a continuidade do serviço. Há também uma segurança reforçada através do uso de firewalls, zonas de segurança e grupos.

As PMEs representam a maioria do tecido empresarial português. Num mercado extremamente dinâmico, competitivo e cada vez mais exigente, as tecnologias podem ser o elemento diferenciador que vai ajudar o negócio a crescer. Os virtual data centers podem ajudar as PMEs a rentabilizar o seu negócio. Com a virtualização das operações, a infraestrutura de TI deixa de ser um peso para a empresa e passa a ser um elemento diferenciador para o negócio. Os centros de dados virtuais são um grande passo rumo à otimização dos processos de TI da empresa. O primeiro passo é identificar as necessidades, perceber quais os custos atuais e fazer uma simulação para perceber quais as vantagens reais para a empresa, e conhecer melhor as soluções que existem num mercado junto dos fornecedores.