Digital Workplace – Como assegurar a segurança da informação numa era de mobilidade empresarial

Proteger de ransomware
Proteger de ransomware: conheça o conceito e saiba como defender a sua empresa
6 Dezembro, 2018
livros cloud computing
Os 10 livros sobre cloud computing que um CIO não pode deixar de ler
22 Janeiro, 2019
Digital Workplace

A desconstrução do tradicional conceito de escritório e a descentralização das equipas de trabalho estão a obrigar as empresas a repensar o conceito de espaço de trabalho.

Mais do que uma simples tendência ou conceito moderno, o Digital Workplace é obrigatório não só para as empresas que se querem manter na linha da frente da inovação, como também para as que pretendem atrair e reter o talento que lhes vai permitir crescer de forma sustentada, num mundo cada vez mais competitivo.

A nova geração de trabalhadores ligados quer aproveitar todas as vantagens oferecidas por um conjunto de ferramentas suportado pela digitalização de processos e pelos meios de comunicação. Privilegia a mobilidade, a flexibilidade, a comodidade, a permanente comunicação, a envolvência nos assuntos da empresa e o crescimento profissional.

Para as próprias organizações, a exigência da presença física no escritório dá lugar a novas prioridades, como a excelência do serviço, a capacidade de resposta, a colaboração e a inovação.

 

O Digital Workplace é a face visível da transformação digital.
Saiba mais no eBook gratuito “Transformação Digital nas Empresas: Colaboradores 2.0


 

Desafios do Digital Workplace

A disponibilização de ferramentas inovadoras e de um ambiente de trabalho digital ágil, colaborativo e sem barreiras são determinantes para a atração e retenção de talento, um dos grandes desafios das empresas nacionais atualmente. Esta combinação tem uma forte influência no desempenho, produtividade e motivação dos funcionários. Mas para ser verdadeiramente atrativo e eficiente, o Digital Workplace arrasta consigo um outro grande desafio: a segurança.

Um espaço de trabalho sem fronteiras exige uma política interna de segurança que garanta a proteção de um dos ativos mais importantes das empresas - os dados - e também do elo mais vulnerável para os cibercriminosos - as pessoas. A fronteira entre ferramentas de trabalho profissionais e pessoais é cada vez mais difícil de estabelecer. Tablets e smartphones funcionam como pequenos computadores que estão permanentemente ligados à rede da empresa e permitem realizar inúmeras tarefas importantes. Mas esta proteção não se restringe aos dados.

Quando a segurança de uma empresa fica comprometida pode prejudicar a continuidade do negócio, os dados, os sistemas, entre outras áreas. A segurança tem que funcionar a 360º, mas de uma forma quase transparente e sem restrições para o trabalhador, ou seja, deve ser preventiva sem ser inibidora.

 

Cabe ao CIO garantir o melhor investimento e proveito para a empresa, sem prejudicar o colaborador nem afetar o seu potencial desempenho.


 

Como garantir a segurança de um Digital Workplace?

Esta revolução ao nível da mobilidade corporativa traz evidentes benefícios ao negócio, mas obriga que o conceito de perímetro de segurança tradicional seja revisto. Um dos melhores indicadores da transformação digital das organizações é a cada vez maior substituição das ferramentas de trabalho de filosofia estática (on-premises), por soluções modernas baseadas na cloud.

O armazenamento da informação na cloud garante um acesso seguro e facilitado à mesma, em qualquer lado e a partir de qualquer equipamento. São ambientes controlados que aumentam a agilidade, o nível de proteção e reduzem os custos. O investimento em tecnologias colaborativas e de produtividade que dêem acesso à informação em qualquer lado tem que ser acompanhado de soluções de segurança que controlem esses acessos e que ofereçam ferramentas de encriptação e de gestão de permissões eficientes.

Restrições ao nível da utilização de ferramentas empresariais em dispositivos privados e vice-versa podem ser resolvidas com um bom compromisso entre facilidade de utilização e segurança. É igualmente importante garantir uma infraestrutura que assegure soluções e serviços híbridos, ou seja uma combinação perfeita entre recursos locais e cloud, que permita usufruir ao máximo de todo o potencial das comunicações unificadas e dos distintos ambientes colaborativos, independentemente de se tratar de uma rede social, de uma app ou de uma comunidade.

A criação e gestão de um Digital Workplace não são da exclusiva responsabilidade do departamento de TI. Este é um ambiente transversal à empresa que obriga à intervenção e colaboração de todos os departamentos. Ou seja, a empresa terá que integrar uma solução ponta-a-ponta. Cabe ao CIO garantir o melhor investimento e proveito para a empresa, sem prejudicar o colaborador nem afetar o seu potencial desempenho.


 

Um bom ambiente de trabalho digital facilita e proporciona valor ao negócio.


 

Know-how e parcerias de confiança

Gerir e suportar um processo de transformação digital de uma empresa e assegurar o correto planeamento e construção de um Digital Workplace de sucesso que seja capaz de atrair talento, de colocar à sua disposição as mais atuais e inovadoras tecnologias e de garantir a segurança de toda a informação, não é tarefa fácil para o departamento de TI de uma empresa. Externalizar os serviços de TI a um parceiro de confiança, contratualizando níveis de SLA que garantam rácios de qualidade e cumprimento à altura dos desafios e exigências que os negócios impõem é uma prática cada vez mais comum, não só por uma questão de gestão de riscos, mas também de custos.

A Ar Telecom tem uma vasta experiência e um conjunto de soluções e serviços end-to-end que contemplam áreas distintas: segurança da Informação, produtividade e colaboração, cloud, software, managed services, comunicações, virtualização e gestão de TI, entre outros exemplos.

eBook Transformação Digital nas empresas

Quer saber mais? Entre em contacto connosco.