Centralize a infraestrutura de TI e a sua gestão num só fornecedor e reduza custos

21 Agosto, 2018
Contratação de um parceiro externo para gestão da área de TI
Como mostrar ao CEO as vantagens na contratação de um parceiro externo para gestão da área de TI?
8 Agosto, 2018
Apostar em storage ou em backup na cloud?
Apostar em storage ou em backup na cloud?
6 Setembro, 2018



Centralize a infraestrutura de TI e a sua gestão num só fornecedor e reduza custos

Numa altura em que a capacidade e rapidez de atuação, a inovação e a competitividade são elementos chave para o sucesso de uma empresa, o controlo de custos impõe-se como um dos maiores desafios para os financial managers e para os CEOs, que querem garantir uma estrutura que responda eficazmente às necessidades da sua companhia, sem comprometerem a viabilidade financeira da mesma.

O outsourcing dos serviços de tecnologias da informação (TI) é ainda visto por muitos como um risco, e não como uma opção estratégica que promove ganhos de eficiência. Mas a verdade é que muitas empresas desconhecem a sua capacidade produtiva, não possuem recursos com competências especializadas, não conseguem garantir a capacidade de resposta necessária para acompanhar o ritmo do mercado, nem uma gestão otimizada que potencie o crescimento.

A centralização das soluções tecnológicas num único fornecedor com uma visão macro da infraestrutura de TI vai aumentar a fiabilidade, a produtividade, a segurança, a disponibilidade da informação e a qualidade do serviço.

Além disto, ao recorrer aos managed services, as empresas conseguem controlar melhor e mesmo reduzir os seus custos. Como?
Este modelo de serviços geridos permite a criação de uma solução completa e totalmente ajustada às necessidades e requisitos da empresa. Ou seja, a empresa paga apenas o que utiliza de acordo com variáveis específicas, como o tipo de sistemas, o número de utilizadores, os picos de processamento ou o aumento/redução da atividade.

Os managed services oferecem ao gestor financeiro uma maior agilidade e flexibilidade, face às flutuações do mercado, e permitem um redirecionamento do capital para outras áreas de investimento que podem trazer mais valor para a organização. Com a correta implementação de sistemas que automatizam os processos da empresa, é possível economizar recursos e diminuir os custos de operação.


Gestão da infraestrutura centralizada, custos e riscos controlados

Por outro lado, a escolha de um único fornecedor certificado, com provas dadas no mercado e com um portefólio abrangente permite obter ganhos de competitividade, um nível de otimização e eficiência superior e garantir um maior controlo e redução dos riscos operacionais e financeiros. O fornecedor consegue criar para uma solução integrada, à medida das exigências de cada área de negócio, que funciona de forma segura e perfeita, sem restrições nem incompatibilidades. Por outro lado, o suporte, a rapidez e a capacidade de resposta de um único fornecedor é sempre superior e mais otimizada.

Além disto, não existe para o departamento financeiro a pressão de aquisição, da atualização, da segurança dos equipamentos e da informação, e manutenção de todo o hardware e software necessários. Esta responsabilidade é exclusiva do fornecedor, que assegura ainda serviços de apoio e de monitorização 24/7 prestados por uma equipa especializada. Com um fornecedor a gerir a infraestrutura e os serviços de TI, os recursos internos de TI podem ser alocados a planos estratégicos de crescimento do negócio.

Todos os investimentos acarretam riscos. A legislação, os mercados, as condições financeiras e a tecnologia mudam rapidamente e as empresas têm que estar preparadas para acompanhar este ritmo de transformação.

Ao centralizar a gestão das TI num único fornecedor, a empresa está a passar parte desta gestão de risco para as mãos de um parceiro especializado que vai garantir não só toda a conformidade, segurança e proatividade necessárias, mas também o mínimo de falhas e de períodos de inatividade que podem conduzir a custos extra.

Com uma infraestrutura de TI de qualidade, as empresas podem apostar na automação e agilização de processos, no aumento da disponibilidade, na redução dos riscos e dos custos. O sucesso do modelo de managed services está na escolha do parceiro certo. É importante obter referências não só ao nível da carteira de clientes, mas também da qualidade de serviço, e garantir os melhores Service Level Agreements (SLAs).

Num mercado extremamente competitivo, uma empresa tem que ter uma estrutura de TI corretamente dimensionada para o seu negócio, totalmente alinhada com as suas limitações, estratégias e objetivos e equipada com a mais tecnologia moderna e atualizada que assegure ganhos de inovação. Além de todo o hardware, software e serviços, o parceiro tecnológico pode oferecer serviços de consultadoria complementares que podem revelar-se cruciais para o crescimento do negócio.

Subscreva a nossa newsletter para se manter a par das principais novidades de TI.